quinta-feira, 7 de maio de 2020

Secretário de Transporte de Trizidela do Vale relata ao blog sobre a polêmica provocada pelo funcionário envolvendo seu nome e seu trabalho.

MIGUEL LEITE - Secretário de Transporte de Trizidela do Vale

 A polêmica provocada pelo funcionário público do município de Trizidela do Vale o Sr. Araújo, funcionário efetivo, motorista desse município, se deu através de um vídeo onde o mesmo relata graves denúncias que não apenas comprometiam a Gestão Administrativa de Trizidela do Vale como também o trabalho do Secretário de Transporte na pessoa do Sr. Miguel.

Em vídeo, o funcionário alega sentir gripe e muita tosse, e afirmou que o secretário de Transporte havia obrigado ele trabalhar mesmo assim, no final do vídeo, o funcionário disse que caso acontecesse algo pior com ele, tanto Miguel, quanto a atual gestão de Trizidela do Vale seriam os culpados pela sua morte. 


Porém essa foi à versão contada pelo funcionário em um vídeo publicado no grupo de trabalho do Garajão do Município que logo se espalhou em outros grupos chegando à imprensa local.

A redação desse portal de notícia procurou o atual Secretário de Transporte, Sr. Miguel, para ele esclarecer o que de fato aconteceu, e se realmente haviam verdades no vídeo publicado pelo funcionário.  
De acordo com o secretário, o Sr. Araújo mandou uma mensagem em seu whatsapp perguntando se poderia trabalhar mesmo estando gripando e tossindo muito, ele disse que sim, que poderia. Chegando ao local de trabalho no qual foi destinado, um posto de saúde do Município, ainda de acordo com Miguel, esse funcionário relatou a atendente sobre os sintomas, provocando medo na atendente, que imediatamente pediu para lhe ser aferida sua pressão e a temperatura de seu corpo, para saber como se encontrava seu estado de saúde, porém o mesmo se negou dizendo que não precisava, pois já estava melhorando.

Após esse episódio foi que o funcionário fez esse vídeo, certamente de má fé, com intuito de prejudicar o trabalho do município, afirmando que foi obrigado a trabalhar, e alegando sentir os sintomas suspeito da COVID-19. Para colocar os pingos nos “is”, foi feito um exame que testou não reagente, ou seja, o funcionário não está com COVID-19.  


“ Trabalho há 16 anos no munícipio e nunca havia acontecido algo desse tipo, lamentável”  finaliza Miguel, Secretário de Transporte de Trizidela do Vale.








essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: