segunda-feira, 4 de maio de 2020

Internautas discutem sobre o funcionamento de algumas igrejas evangélicas em Pedreiras e Lima Campos



 Alguns internautas das cidades de Pedreiras e Lima Campos discutem na internet  sobre o funcionamento de algumas igrejas evangélicas nos bairros e centro da duas cidades.  De acordo com esses internautas, eles acreditam que não é o momento de igrejas voltarem suas atividades eclesiásticas em um período tão tenso como esse da pandemia do COVID-19.

As duas cidades possuem casos de pessoas infectadas com o novo corona vírus, outros ainda estão na espera dos resultados dos exames. “O ideal é manter isolamento social, e usar sua fé, o poder da oração dentro de sua casa, afinal Deus Habita em todos os lugares não é ?” Afirmou uma internauta.

Em Lima Campos uma internauta chega a citar nomes de algumas igrejas como :Assembleia, Shalon e Presbiteriana, afirmando que elas vivem cheias.

Em Pedreiras apenas duas igrejas cancelaram suas atividades eclesiásticas desde o dia 15 de março: Santuário  São Benedito e Igreja Adventista do Sétimo Dia,  há relatos que outras denominações estão fazendo cultos através de lives, e por outro lado existem reclamações de que outras denominações estão abertas recebendo os fiéis, que em um momento delicado como esse não deveria acontecer.

Que tipo de medidas as autoridades estão ou irão tomar a respeito disso?





essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

1 comentários:

Anônimo disse...

Se tá funcionando e não deram ordem de fechar é pq está sendo seguido todos os cuidados necessários. Tem muito mais gente nas filas das lotéricas, banco e caixa e não se faz nada tbm. Pelo menos na igreja um culto demora entre 1hr e 1 E 30.minutos. E nas filas que as pessoas passam a noite toda e o dia todo umas próximas das outras e sem mascaras? E outra, vai pro culto quem quer, quem não quer não vai. Já foi orientado que os idosos fiquem em casa, que todos usem máscara. Quando vou pro culto levo sempre um vidrinho com álcool em gel. Não cumprimento com as mãos, e procuro manter distância nos bancos.