domingo, 15 de março de 2020

O que há de semelhante entre o Secretário de Infraestrutura de Lima Campos e o caçador Lucas? Vamos relembrar



 O assunto mais comentado na região do médio Mearim foi sobre a morte de uma onça pintada, ocorrido no Povoado Centrinho, município de Lima Campos. Na internet esse assunto dividiu as opiniões dos internautas e uma chuva de ‘especialistas’ e ‘defensores’ do Meio Ambiente se posicionaram contra o caçador Lucas Santos que de acordo com o mesmo afirmou ter matado a onça para se "defender."


Em relação às opiniões dos internautas, o caçador Lucas foi alvo de diversas críticas na internet, eram “defensores do meio ambiente” para todo o lado, pessoas se manifestando contra, alguns foram até radicais  em relação  ao fato consumado. Enfim, se ele matou pra se defender, ou matou por matar mesmo, isso a justiça irá dizer. O que a redação desse portal de notícias quer saber é o seguinte:


Onde que estavam essas mesmas pessoas quando o Secretário de Infraestrutura de Lima Campos durante uma caça teve a ousadia de criar um vídeo, no estilo tutorial, apresentando dicas de como caçar e o pior, ainda deixa sugestões de melhores dias para caça. Onde vocês estavam?  Onde é que estava a boa parte da imprensa (com exceção o blog Maciel Silva e este blog que fizeram uma postagem sobre ) que não veicularam essa notícia ?  Clique aqui para relembrar o caso !



É claro que existem grandes diferenças entre ambas as situações, porém há algo semelhante, ambos cometeram crimes. Afinal o ato de caçar, já é por si um crime, está previsto em Lei, a mesma lei que muitos internautas estão usando para justificar o ato do Lucas Santos.

De acordo com a legislação ambiental, a caça de animais é crime previsto no art. 29 da lei 9.605/1998, na seção de crimes contra a fauna que prevê:



Art. 29. Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida:

Pena – detenção de seis meses a um ano, e multa.

[…] § 5º A pena é aumentada até o triplo, se o crime decorre do exercício de caça profissional.




essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: