terça-feira, 28 de maio de 2019

Pilotos vítimas do acidente que também vitimou Gabriel Dniz eram alagoanos formados no Aeroclube de Maceió




Os dois pilotos que morreram na queda do avião que também vitimou o cantor Gabriel Diniz, no final da manhã desta segunda-feira, 27, em Estância, Sergipe, eram alagoanos e fizeram o curso de pilotagem no Aeroclube de Maceió.  
A aeronave, modelo Cherokee, prefixo PT-KLO estava sob a responsabilidade de Abraão Farias dos Santos, de 29 anos, formado há mais de 10 anos no curso no Aeroclube. Segundo amigos, Abraão era comandante, pilotava há cerca de 10 anos e teria mais de duas mil horas de voo.

Foi ele que convidou o policial militar reformado Linaldo Xavier, para acompanhá-lo no voo com o cantor Gabriel Diniz. Xavier era engenheiro elétrico, integrante da turma de 2015 do curso de formação de piloto do Aeroclube de Maceió e pilotava há 03 anos.

Segundo o tio de Abraão, o sub-tenente reformado da PM, Dorival Gonçalves de Sá, a paixão do sobrinho por aviões vinha desde a infância. “Ele sempre falava sobre isso, que queria ser piloto de avião. Aí quando ele completou 18 anos, os pais pagaram o curso pra ele”, contou Dorival.

Segundo ele, Abraão era muito experiente e voava constantemente para várias regiões do Brasil.
essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: