quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Agência do Banco do Brasil de Humberto de Campos é atacada por bando criminoso


A agência do Banco do Brasil da cidade de Humberto de Campos, distante 92 km de São Luís, foi atacada por bandidos na madrugada desta quinta-feira (6), por volta das 2h30. Os caixas eletrônicos foram destruídos, assim como boa parte do prédio, mas o cofre da agência não foi levado. Ninguém foi preso até o momento e mesmo com os tiros disparados pelos bandidos, não há informações de pessoas feridas. A quantia levada também não foi informada ainda. 

Agência do Banco do Brasil atacada por bandidos em Humberto de Campos — Foto: Domingos Moraes / Colaboração 

Assim como em ataques a agências em outras cidades, a sede da 5ª Cia. da Polícia Militar foi atacada pelos bandidos. As paredes da fachada e o portão ficaram com marcas dos disparos das armas de fogo utilizadas pelos assaltantes.
As primeiras informações policiais dão conta de que os assaltantes se dividiram em três grupos. Um ficou na entrada da cidade, outro foi para frente da 5ª Cia. da PM e abriu fogo contra o quartel. O terceiro grupo foi para a agência bancária.
Humberto de Campos faz parte da região dos Lençóis Maranhenses e a agência da cidade atende também clientes de municípios vizinhos. 

Fachada da 5ª Companhia, em Humberto de Campos, alvo dos ataques dos bandidos — Foto:Colaboração

Ataques seguidos
Este arrombamento em Humberto de Campos é o ataque seguinte ao que aconteceu em outra agência do Banco do Brasil, em Bacabal, na noite do dia 25 de novembro.  Lá, cerca de 30 bandidos invadiram a cidade, explodiram uma agência de distribuição e levaram algo em torno de R$ 100 milhões, como estimam pessoas ligadas à investigação.  
Até o momento, foram recuperados R$ 45 milhões em uma abordagem a um caminhão-baú, em Santa Luzia do Paruá, na noite de segunda-feira (3), e ainda aproximadamente R$ 3,7 milhões que estavam com moradores da cidade, que aproveitaram o ataque e foram a agência recolher o dinheiro que ficou pelo chão. Alguns foram flagrados pelos policiais e outros resolveram ir à delegacia para devolver as cédulas.
Do bando que atacou a agência em Bacabal, três morreram no dia do assalto em confronto com a polícia, outros três morreram ao reagirem a abordagem ao caminhão em Santa Luzia do Paruá, e nesta mesma ocorrência, dez foram presos, ouvidos inicialmente em Zé Doca e depois transferidos para São Luís. Neste caso de Bacabal, no dia do assalto, um morador também foi atingido por disparos de arma de fogo e morreu. Outra vítima foi encaminhada ao hospital e se recuperou.
essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: