segunda-feira, 2 de julho de 2018

Advogado Pedreirense WALTERBY SILVA enfrenta temíveis autoridades em Timbiras-Ma





A imagem pode conter: Walterby Silva
JOSÉ WALTERBY NUNES  SILVA, ADVOGADO PEDREIRENSE




Na manhã de sábado 30 de junho de 2018, por volta das 9:00 da manhã, após o início de uma obra que segunda a nota oficial divulgada pela prefeitura de Timbiras, tal construção seria “ilegal e criminosa”, causando confusão gerando grande movimentação no local, onde o Secretario de infraestrutura, urbanismo e serviço público de Timbiras, Francisco dos Santos Feitosa, mais conhecido como “Chiquinho”, esteve no local e solicitou auxilio da Policia Militar (PM) pra paralisação imediata da obra.




Veja o link oficial dessa nota :http://timbiras.ma.gov.br/noticias/noticias/exibe/0013068-a-prefeitura-de-timbiras-vem-a-publico-se-manifestar-oficialmente-sobre-a-construcao-ilegal-e-criminosa-que-esta-sendo-realizada-no-largo-do-arraial







Após a chegada da PM a obra foi paralisada, no entanto o dono da obra a qual o blog não obteve informações de quem seria, enviou seu advogado ao local, o já conhecido Dr. José Walterby Nunes Silva, que chegando ao local questionou a paralização dos trabalhos, momento em que a PM pediu ao causídico que aguardasse o Procurador geral do município para prestarem esclarecimentos e resolverem a situação, tendo em vista que havia ordens de paralisação da obra por parte do município.
O Procurador do município de Timbiras Dr. Gilvan Silva Carvalho, chegou ao local minutos depois acompanhado do advogado Dr. Thiago Pereira da Silva, e logo começou um bate-boca acalorado com Dr. Walterby, que insistia na construção da obra, momento em que o procurador junto ao Secretaria de infraestrutura embargaram obra, todavia mesmo com a obra embargada de forma “verbal”, o causídico alegou ilegalidade no embargo da obra, ilegalidade no uso da PM pelo poder Público Municipal, ressaltou ainda que, só suspenderia a obra após formalização do embargo municipal com notificação fundamentada, ordenando em seguida o reinício imediato dos trabalhos pelos operários que assistiam e aguardavam no canteiro de obras a resolução do litígio.
Segundo foi apurado pelo blog, os trabalhos na obra foram reiniciados ainda na presença do Secretário de infraestrutura, do Procurador do Município, da PM e de muitos curiosos, onde a prefeitura de Timbiras pouco tempo depois emitiu nota oficial comentando o episódio, nota que encontrasse disponível no site prefeitura de Timbiras bem como aqui no Blog.
Não se fala outra coisa na cidade de Timbiras, onde segundo comentários, o Dr. Walterby estava sozinho no local e não se intimidou, e ainda na presença da PM, Secretario de infraestrutura, Procurador do Munícipio e Dr. Thiago Pereira da Silva, deu ordem de continuidade da obra que, até onde se tem notícias, a obra está a todo vapor sendo construída.
O que se sabe na verdade, é que esse Dr. Walterby é conhecido na região por ser “linha dura”, onde segundo comentário de populares que presenciaram a gigantesca confusão, o advogado afrontou e enfrentou sozinho todas autoridades acima citadas e deu continuidade a obra, o que deu entender a população que, o poder público municipal em nome do prefeito, secretários e procuradores, ficaram “desmoralizados” frente a população que acompanhava o desfecho da polêmica de perto.
O blog procurou o causídico Dr. Walterby que, patrocina outras gigantescas confusões na região, todavia o causídico não quis informar o nome do seu cliente, porém disse ao blog que, “a obra é regular e legal, que não teve intenção de desmoralizar qualquer dos servidores públicos do município de Timbiras, ressaltou ainda que, houve reciprocidade no tocante ao tratamento cordial e respeitoso com comandante da PM de Timbiras na pessoa do Sargento Barbosa”.
Com a palavra o Município de Timbiras, o Secretário de infraestrutura, Procurador do Município de Timbiras, Dr. Thiago Pereira da Silva e a Polícia Milita


FONTE: http://www.ramyriasantiago.com.br/2018/07/grande-confusao-apos-inicio-de-construcao-em-terreno-na-cidade-de-timbiras/


essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: