terça-feira, 12 de junho de 2018

Motorista do transporte escolar público da cidade de Bernardo Mearim, cobra uma taxa para levar os acadêmicos até Pedreiras.

 


Imagem retirada da internet simplesmente para ilustrar
Há um detalhe fora do comum acontecendo na cidade de Bernardo do Mearim. Os acadêmicos da cidade de Bernardo do Mearim, que cursam em Instituições de Ensino Superior aqui na cidade de Pedreiras, estão passando por uma "saia justa". É isso mesmo !! Vamos analisar essa situação...

 Devido á distância que existe entre os munícipios ( Bernardo do Mearim e Pedreiras), foi concedido a eles um transporte escolar público,  que é exatamente aquele micro ônibus de cor amarela, que nos turnos matutino e vespertino é utilizado para transportar : crianças , adolescentes e jovens, deste munícipio para ás suas respetivas escolas, e na parte da noite fica para transportar os acadêmicos que estudam na cidade de Pedreiras.  Só que nem sempre esse transporte torna-se útil para os acadêmicos, pois sempre quando chegam a vez deles, há imprevistos como :   pneu furou, está sem gasolina, estou doente, bateu o motor e por aí vai.

E o pior é que esses "imprevistos" parecem serem duradouros, pois já houve situações em que eles ficaram vários dias sem o auxilio deste transporte, e tiveram que tirar do próprio bolso os custeios de passagens de ida e vinda para Pedreiras, todos os dias ! 

 Só que não é esse o detalhe fora do comum, como se não bastasse ás ausências desse transporte público,  o motorista que fica responsável em conduzir esses acadêmicos,  que se chama Ricardo , passou á cobrar um valor de R$25,00 por acadêmico, e o mais engraçado é que no mês de maio os acadêmicos quase não fizeram uso desse transporte, e mesmo que fizesse,  acreditamos que por se tratar de um transporte escolar público, essa taxa e cobrança é ilegal !
Print da que mostra o motorista cobrando os acadêmicos


 Não seria um abuso ? Cadê as autoridades competentes para analisar esse caso !!!
essa materia:    Facebook  Twitter  Google+

0 comentários: